Arquivo da categoria: Construção

Aplicação de Porcelanato

O porcelanato é uma peça formada de argila, feldspato e corantes, queimada a mais de 1.250ºC, e é submetida a pressões de compactação acima das utilizadas pelas cerâmicas convencionais. Sua versão tradicional é sem esmaltação, com massa apresentando características homogêneas.
Por sua alta resistência à abrasão profunda, ao gelo, aos ácidos e álcalis, alta impermeabilidade e uniformidade de cores, o porcelanato é indicado para ambientes de alto tráfego, podendo também ser instalado em ambientes residenciais, piscinas ou saunas.
Existem duas versões do porcelanato tradicional: fosco e polido. O primeiro é mais adequado para áreas que exigem um revestimento antiderrapante, como áreas externas ou rampas. O polido difere por sua textura superficial, totalmente brilhante.
O porcelanato possui uma absorção de água próxima de zero, e requer a utilização de uma argamassa com maior aderência. O rejuntamento deve ser aplicado somente 48 horas após o assentamento das peças e com um produto específico às suas características, como argamassa colante aditivada com polímeros, mantendo estreitas as juntas de dilatação, com o mínimo de 2mm para áreas internas e 5mm para áreas externas, principalmente em fachadas. Leia mais aqui http://www.cursoporcelanatoliquido.org/
A limpeza, que deve ser constante, pode ser feita com água e sabão, saponáceo ou água sanitária.

APLICAÇÃO  DE  REVESTIMENTOS  CERÂMICOS

LOCAL CARACTERÍSTICAS CRÍTICAS CARACTERÍSTICAS GERAIS
absorção (%) classe de abrasão resistência às manchas resistência ao ataque químico
Banheiros residenciais utilizar rejunte impermeável nos chuveiros 0 a 20 PEI 1 ou maior classe ISO 5 B
Câmaras frigoríficas resistência ao congelamento (100 ciclos – ensaio ISO 10545-12) 0 a 3 PEI 4 ou 5 para pisos classe ISO 5 A – ácido lático e clorídrico 10%
Churrasqueiras, lareiras e fogões dilatação térmica e resistência ao choque térmico (ISO 10545-8 e 10545-9) 0 a 20 (> 10% para paredes) parede: PEI 0
piso: PEI 3
fogões industriais: PEI 5
classe ISO 5 A ou B – produtos domésticos
Cozinhas, padarias e restaurantes atenção na resistência às manchas após abrasão (PEI 5) e resistência ao impacto (ISO 10545-5) 0 a 20 (> 10% para paredes) residências: PEI 3
indústrias: PEI 4
padarias: PEI 5
classe ISO 5 A
Escadas e rampas coeficiente de atrito > 0,7 (ISO 10545-17); carga de 1.000N (100kg); não deixar saliências no degrau, evitando bordas frágeis 0 a 6 esmaltados PEI 5 ou não esmaltados de espessura plena classe ISO 4 ou 5 A ou B
Fachadas e terraços expansão por umidade < 0,6mm/m (ISO 10545-10); garra reentrante no verso das peças, perfil “rabo de andorinha”, mono ou poliorientado 0 a 6 fachadas: PEI 0
terraços: PEI 3
classe ISO 5 A – chuva ácida
Concessionárias / garagens carga de ruptura 1.000N (ISO 10545-4); resistência ao impacto (ISO 10545-5) 0 a 6 PEI 5 classe ISO 5 A
Laticínios / açougues ausência de cádmio e chumbo prejudiciais à saúde (ISO 10545-15); rejunte anti-ácido (epóxi) 0 a 3 PEI 5 classe ISO 5 A – ácido lático
Piscinas expansão por umidade < 0,6mm/m (ISO 10545-10); ensaio antigretagem especial (ISO 10545) s/ geada: 0 a 20
c/ geada: 0 a 6
c/ neve: 0 a 3
PEI 0 classe ISO 5 A – produtos de piscina
Pisos comerciais e industriais resistência ao impacto (ISO 10545-5); resistência química de alta concentração (ISO 10545-13); carga de ruptura (ISO 10545-4) devido ao tráfego de empilhadeiras 0 a 6 PEI 5 para esmaltados, resistência à abrasão profunda < 345mm³ para não esmaltados classe ISO 5 A
Pisos para postos de gasolina escolher a carga mais elevada à disposição; resistência ao impacto (ISO 10545-5) 0 a 6 PEI 5 classe ISO 5 A
Quartos de criança resistência ao impacto
(ISO 10545-5)
0 a 20 (> 10% para paredes) PEI 3 classe ISO 5 A
Quintais e jardins com terra resistência às manchas após abrasão (PEI 5); não utilizar materiais rústicos e antiderrapantes 0 a 6 PEI 5 A
Pisos residenciais 0 a 20 (maior que 10% para paredes) quintais: PEI 4
salas e cozinhas: PEI 3
quartos: PEI 2
banheiros: PEI 1
classe ISO 4 ou 5 A ou B
Saunas expansão por umidade < 0,6mm/m (ISO 10545-10); resistência ao choque térmico (ISO 10545-9) e à gretagem (recomendados sete ciclos para sauna úmida) 0 a 3 PEI 1 classe ISO 3 B
Uso à beira mar (contato com areia) para resistência ao riscado (areia), pisos não esmaltados com espessura plena (porcelanato não polido) ou esmaltados com dureza Mohs > 8 (dureza Mohs da areia é 7)
Uso antiderrapante para alta segurança, o coeficiente de atrito deve ser > 0,7 (sendo, entretanto, de difícil limpeza); um coeficiente de média segurança (0,4 a 0,7) tem limpeza mais fácil

Obs.: a resistência antigretagem deve ser exigida do fabricante (Ensaio 13818).

Mais informações: Guia curso do porcelanato liquido